"Aguero quer se matar", brinca Di María sobre chegada de Messi ao PSG

 


A chegada de Lionel Messi a Paris levantou o ânimo de todo o elenco do PSG, sobretudo de Neymar, seu amigo dos tempos de Barcelona, e dos argentinos Leandro Paredes, Mauro Icardi e Ángel Di María. No entanto, há um outro compatriota do agora camisa 30 que não gostou nem um pouco da principal transferência desta janela do futebol mundial.


"O Kun [Aguero] quer se matar, o que ele vai fazer?", brincou Di María em uma entrevista ao TyC Sports, canal da Argentina, ao falar sobre o novo reforço de sua equipe.

Também nesta janela, Sergio Aguero deixou o Manchester City, clube do qual é o principal ídolo nas décadas recentes, e fechou com o Barça para atuar com Messi, companheiro de seleção argentina há 15 anos.


Porém, para azar do atacante, não houve tempo sequer para uma partida juntos com a camisa azul-grená; o ex-camisa 10 barcelonista foi apresentado no Paris Saint-Germain na última quarta-feira (11).


Lesão de Aguero

A má sorte de Aguero vai além da tentativa frustrada de atuar com o amigo no Barcelona. Dias após chegar à Catalunha, o atacante argentino sofreu uma lesão no tendão da parte interna da panturrilha da perna direita, como anunciou o clube em um comunicado.


Segundo a nota oficial, a recuperação para esta contusão deve durar cerca de dez semanas, o que significa, portanto, que a estreia do atleta pelo Barça ocorrerá somente em novembro.


"O pior, na verdade, é que ele voltou a se machucar. Vinha fazendo um grande esforço com o joelho e agora aconteceu de novo. Espero que volte a ser o que é", afirmou Di María durante a entrevista.