Alemanha viveu tragédia no futebol por ignorar importância da saúde mental

 


Maior nome da ginástica artística na atualidade, a norte-americana Simone Biles chegou aos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020 com todos os olhos voltados para ela. A expectativa global era que empilhasse medalhas de ouro e se consagrasse como a protagonista da competição.


Mas a trajetória da atleta de 24 anos no Japão tem sido outra. Ela participou apenas do primeiro aparelho na decisão por equipes e abdicou de competir nas finais do individual geral, do salto, do solo e das barras assimétricas -ainda não há confirmação sobre sua presença na trave.