Ticker

6/recent/ticker-posts

Em Dubai, multidão se une para se despedir de Bolsonaro (veja o vídeo)

 


O senador Esperidião Amin conhece como ninguém a política nacional, por isso fala com propriedade sobre os assuntos mais relevantes do momento, como a demora do Senador Davi Alcolumbre em realizar a sabatina de André Mendonça, indicado pelo presidente Bolsonaro para ocupar uma vaga no STF:


“O que Davi Alcolumbre está cometendo é uma contravenção, uma irregularidade permanente. Eu disse isso para ele! Meu papel é cobrar e me envergonha o que está acontecendo.

Não é só responsabilidade de Davi Alcolumbre, ele não é imperador, o presidente do Senado tem responsabilidade também”, apontou, em entrevista exclusiva à TV JCO.


 


Eleições 2018: “Não houve transparência”


Esperidião Amin trouxe a público o relatório da Polícia Federal recomendando a adoção do comprovante impresso do voto, e a transferência de tarefas executadas por empresas terceirizadas do TSE para a Abin (Agência Brasileira de Inteligência).


“É importante que sejam envidados todos os esforços para que seja possível, através do comprovante do voto - que vai ficar dentro da urna, não vai ficar na mão do eleitor – auditar o voto.

Essa recomendação foi entregue ao TSE em 02 de outubro de 2018, quando a eleição já estava em curso, a então presidente do TSE, ministra Rosa Weber.

Constatamos que o relatório não foi distribuído aos tribunais regionais eleitorais, o que demonstra que não houve transparência”, frisou.

Confira: