Ticker

6/recent/ticker-posts

Pastor aliado de Lula já foi preso por posse de drogas e porte ilegal de armas


 

O homem, que se diz pastor, Paulo Marcelo Schallenberger, de 46 anos, que, recentemente, chamou a atenção da mídia por declarar apoio ao ex-presidiário Lula (PT), já foi preso em Foz do Iguaçu, no Paraná, por posse de drogas e porte ilegal de armas.

A prisão foi feita em 2014, quando Paulo Marcelo costumava "pregar" no Congresso dos Gideões Missionários da Última Hora, realizado em Balneário Camboriú (SC), sob organização do pastor Cesino Bernardino.

Ele foi detido por policiais do Grupo de Diligências Especiais (GDE) da 6ª Subdivisão Policial da cidade.

Para dissipar o alvoroço que a postura de Paulo Marcelo causou na comunidade evangélica, Silas Malafaia, pastor-presidente da Assembleia de Deus "Vitória em Cristo" do Rio de Janeiro, divulgou, em suas redes sociais, nesta sexta-feira (18), uma nota oficial da Assembleia de Deus - Ministério do Belém, em São Paulo.

O líder da igreja paulista, José Wellington Costa Júnior, desmente Paulo Marcelo Schallenberger de que falaria em nome do templo.

Paulo Marcelo, recentemente, pediu votos aos evangélicos para o petista e alegou que falava em nome da denominação.

Em nota, o pastor José Wellington Costa Júnior reafirmou que Schallenberger não os representa; "bem como não tem procuração para falar em nome da instituição".

Silas Malafaia comentou o comunicado e acrescentou:

- Piada! O PT está bem representado no mundo evangélico por um mentiroso - finalizou.