Alerta! Calor dos próximos dias será “muito acima da média”

Caio Tomahawk


Dezesseis Estados Brasileiros Sob Alerta Laranja de Perigo de Onda de Calor Extrema


Com previsão de início na próxima quinta-feira (14), uma onda de calor ameaça atingir dezesseis estados brasileiros, colocando-os em alerta laranja de perigo, de acordo com informações do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). O calor previsto está muito acima da média, levando à emissão do alerta vermelho em oito desses estados, onde a temperatura deverá ultrapassar os 40°C.


Mato Grosso do Sul, Goiás, Distrito Federal, sul do Mato Grosso, norte de São Paulo, grande parte de Minas Gerais, sul do Tocantins e oeste da Bahia são as regiões que se encontram no epicentro deste alerta crítico. A formação dessa onda de calor representa a quinta ocorrência consecutiva no Brasil em 2023, com fenômenos semelhantes registrados nos meses de agosto, setembro, outubro e novembro.


Fábio Luengo, meteorologista da Climatempo, explica que a formação de uma onda de calor é um processo gradual, onde o calor intenso ganha força se não houver eventos climáticos que o dissipem, como a passagem de uma frente fria. O especialista destacou que esta sequência de ondas de calor está relacionada a condições meteorológicas específicas, que têm se mantido persistentes ao longo do ano.


O fenômeno climático, caracterizado por temperaturas cinco graus acima da média por mais de cinco dias, pode impactar significativamente a vida cotidiana das populações afetadas. Medidas de precaução e cuidados com a saúde são recomendadas, especialmente para grupos mais vulneráveis, como idosos e crianças.


Segundo dados do Inmet, esta onda de calor pode apresentar uma duração mais curta em comparação com eventos anteriores, como o registrado em setembro. Entretanto, a intensidade do calor previsto destaca a importância de medidas preventivas para minimizar os impactos na saúde pública e na infraestrutura.


Autoridades locais e órgãos de defesa civil estão em alerta, preparando-se para a possibilidade de demandas extraordinárias, como o aumento no número de atendimentos médicos relacionados a condições climáticas extremas. Recomenda-se à população manter-se informada sobre as orientações das autoridades e adotar medidas para evitar a exposição prolongada ao sol e desidratação.


A sociedade é instada a colaborar, economizando água e energia, contribuindo para a preservação dos recursos naturais em meio a esse cenário desafiador. Além disso, a conscientização sobre práticas sustentáveis e a adaptação a padrões climáticos em mutação se tornam cada vez mais essenciais para enfrentar os desafios impostos pelas mudanças climáticas.


Diante da previsão de eventos climáticos extremos tornando-se mais recorrentes, a sociedade e as autoridades são incentivadas a investir em estratégias de adaptação e mitigação, buscando reduzir os impactos negativos e promover a resiliência frente às adversidades climáticas.

#buttons=(Aceitar !) #days=(20)

Our website uses cookies to enhance your experience. Saiba Mais
Accept !