URGENTE: Justiça determina prisão do terrorista que participou do incêndio em estátua de Borba Gato

 



O terrorista e líder do movimento dos Entregadores Antifascistas, Paulo Roberto da Silva Lima, conhecido como “Galo”, acaba de ter a prisão temporária decretada.


Paulo Galo participou do incêndio à estátua de Borba Gato no último sábado, em São Paulo.



 

A esposa do terrorista, Gessica, também teve a prisão temporária decretada.


Quando foi prestar depoimento, Galo conversou com a imprensa e disse que o intuito do incêndio foi “abrir o debate”.


“Para aqueles que dizem que a gente precisa ir por meios democráticos, o objetivo do ato foi abrir o debate”, afirmou.

A juíza substituta Gabriela Marques da Silva Bertoli foi quem ordenou a prisão.


A polícia ainda irá fazer uma busca e apreensão na casa do terrorista.