Ticker

6/recent/ticker-posts

A lembrança que o PT quer apagar: O dia em que Lula desdenhou da honestidade do brasileiro (veja o vídeo)

 


Uma antiga reportagem de março de 2004, que voltou a circular nas redes sociais, escancara a verdadeira face do ex-presidiário Lula.


Na época, então em seu primeiro mandato como presidente da República, ele recebeu no Palácio do Planalto o faxineiro cearense Francisco Basílio Cavalcante.


O homem, humilde, faxineiro do Aeroporto Internacional de Brasília, acabara de se tornar uma figura conhecida e aplaudida em todo o país, após ter devolvido a quantia de US$ 10 mil, que havia encontrado em um banheiro do aeroporto, durante o serviço de limpeza.

Um valor altíssimo, cerca de R$ 30 mil, considerando o câmbio da época, e ainda mais impressionante se comparado ao salário mensal de Cavalcante, então de R$ 350,00.


A "fama" fez com que o faxineiro tivesse atendido o desejo de conhecer o então presidente Lula.


Na audiência com Lula, o diálogo, entretanto, surpreendeu, pela postura do representante máximo do país:


“Você acha que tem muitos brasileiros que fariam o que você fez?”, questionou Lula

“Tem, tem muitos que fazem, responde o faxineiro

“Mas esses seus amigos que disseram pra você comprar uma casinha, comprar um carro?, prossegue o presidente

“Mas aí, já esse é o lado do desonesto, né?, explica Francisco.

O petista, mesmo pego de surpresa, não consegue disfarçar sua verdadeira índole e diz, sem a mínima vergonha:


“Não, não é desonesto não. Eu acho que o cara achou um dinheiro, não tem dono, sabe, o cara fala, conforme for, ajudar a minha vida”

Seguindo a lógica da resposta de Lula, dita diante das câmeras para todo o Brasil, o valor, uma fortuna na época, simplesmente não tinha dono, pois havia sido esquecido em um banheiro de aeroporto.


Esse foi o método aplicado pelos governos lulopetistas com o dinheiro público por 14 anos.

Trataram como se não tivesse dono ou, pior, como se eles ‘fossem os donos do país’.


Devastaram uma nação, em um verdadeiro tributo à desonestidade.


Não resta dúvida de que o PT já fez de tudo para que esse vídeo fosse apagado ou escondido, mas as redes não deixam nada para trás.


Veja o vídeo: