Repórter arma "arapuca" para Tarcísio, mas se dá mal (veja o vídeo)


O pré-candidato do Republicanos ao governo de São Paulo, ex-ministro Tarcísio de Freitas foi sabatinado pelo ‘consórcio’ UOL-Folha.

Num determinado momento a jornalista Fabiola Cidral fez uma pergunta capciosa tentando provocar um ‘corte’ para ser explorado depois pelos adversários de Tarcísio:

"O policial tem que atirar caso o bandido levante arma para ele?

O Senhor concorda com essa reação?"

Ao que o ex-ministro respondeu com a segurança de sempre:

"Se o bandido vai apontar uma arma para o policial a gente espera que ele faça o que?"

Fabiola insistiu:

"Atire? Responda por favor, atire para matar? É isso, atire para matar? Responda!"

Tarcísio cravou:

"Atire para se defender!"

O nível de engajamento político, de falta absoluta de qualquer resquício de isenção por parte dos repórteres da Folha é impressionante.

Confira:

CLIQUE aqui