Ticker

6/recent/ticker-posts

Esquerda trama covardemente, convoca ministro para esclarecimentos sobre “Genivaldo”, mas deve se dar mal


A Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (1º) a convocação do ministro da Justiça, Anderson Torres, para prestar "esclarecimentos" sobre a morte de Genivaldo de Jesus Santos durante abordagem da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Sergipe na semana passada.

A convocação do diretor da PRF, Silvinei Vasques, também foi aprovada pelo colegiado.

O comparecimento de ambos é obrigatório. Se o convocado não comparecer sem apresentar um justificativa considera “adequada”, pode responder por crime de responsabilidade. 

Como já era de se esperar, os pedidos foram apresentados pelos deputados Alexandre Frota (PSDB-SP), Túlio Gadelha (Rede-PE), Talíria Petrone (Psol-RJ) e Vivi Reis (Psol-PA). Os requerimentos foram subscritos pelos deputados Frei Anastácio (PT-PB), Helder Salomão (PT-ES), Padre João (PT-MG), Joenia Wapichana (Rede-RR) e Erika Kokay (PT-DF).

Toda a "trupe" da esquerdalha...

Na segunda-feira (30), Anderson Torres afirmou que já foram instaurados processo administrativo no âmbito da PRF e um inquérito na Polícia Federal (PF) e que a apuração do caso será “a mais breve possível”.

“O que tinha que ser feito pelo Estado já foi feito e agora é aguardar a finalização”, disse o ministro.

Na prática, o que a esquerda quer é encontrar uma narrativa absurda para culpar o Governo Bolsonaro por um caso isolado ocorrido no interior de Sergipe.