Ticker

6/recent/ticker-posts

Jornalista esquerdopata faz acusação sem provas e é atropelada por Bolsonaro (veja o vídeo)


No debate entre os presidenciáveis, realizado na noite deste sábado (24), no SBT, Clarice Oliveira da revista Veja tentou dar aquela lacrada ao fazer uma pergunta provocativa e acusatória, citando casos recentes divulgados pela velha mídia que foram considerados atos de violência política.

Porém, ‘assassinando o bom senso’ e o jornalismo isento, Clarice citou apenas aqueles que, teoricamente, teriam sido praticadas por ‘bolsonaristas’, dando a entender que o presidente seria o culpado.

Carregada de ironia, a resposta de Bolsonaro atropelou a narrativa da esquerdopata:

"Primeiro quero dizer que sou palmeirense e peço à torcida do Palmeiras, não briguem, caso contrário vou ser responsabilizado… faltou à ilustre jornalista falar do caso do petista que tinha, inclusive, uma tatuagem do Lula no ombro e que matou a esposa e o filho de dois anos.

Querer me responsabilizar por essas ações não tem cabimento. Eu diminuí em mais de 40% as mortes violentas em nosso Brasil", disse Bolsonaro, lembrando ainda que conversou com os familiares da vítima de Foz do Iguaçu, citando as ações de seu governo no combate à violência contra a mulher e lamentando a postura da jornalista da Veja.

Mas analisando a resposta do presidente, há uma ressalva que precisa ser feita, pois ele esqueceu de citar que é nas cadeias que o descondenado do PT conta com a maior margem de votos a seu favor – 82% de acordo com a apuração feita na eleição presidencial de 2018!

Em suma, os ladrões, corruptos, estelionatários, traficantes, assassinos e estupradores preferem Lula… Quem disse que não há corporativismo entre os bandidos?

Confira no vídeo:

CLIQUE AQUI