Ticker

6/recent/ticker-posts

Magistrada critica o STF, vira "alvo" do CNJ, não se cala e web reage de forma imediata


Uma magistrada virou alvo de investigação pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) por criticar decisões do STF.

O corregedor do CNJ, Luís Felipe Salomão, disse que, "além de aparentar desrespeito à ordem do Supremo, pode configurar até mesmo crimes tipificados no Código Penal".

A corregedoria do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) decidiu investigar a conduta da juíza do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), Ludmila Lins Grilo.

Ludmila vai ser investigada por participação em evento com suposta “conotação política”, criticar ministros do STF e divulgação do canal do jornalista Allan dos Santos na internet.

Com a decisão, a juíza terá 5 dias para apresentar defesa. Em seguida, caberá ao conselho analisar se cabe punição contra a juíza.

O CNJ também enviou a decisão para o ministro Alexandre de Moraes, do STF, uma vez que Allan dos Santos é investigado no inquérito das Fake News, relatado por ele.