Ticker

6/recent/ticker-posts

Marco Aurélio: “Não voto em condenado por crime contra Administração Pública”


O ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio Mello revelou suas pretensões de voto nestas eleições presidenciais. O magistrado afirmou que, no primeiro turno, fará uma “escolha livre”, e, em caso de segundo turno, ele não votará em candidatos que foram condenados por crime contra a Administração Pública.

– [Sou] avesso a polarizações. Primeiro turno, escolha livre. Segundo turno, como ex-juiz não posso votar em quem foi condenado por crime contra a Administração Pública – disse ele à CNN Brasil.

Ao ser questionado se ele se referia ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Mello se limitou a dizer que não sabia, evitando ser mais explícito.

O candidato do Partido dos Trabalhadores foi condenado por corrupção e lavagem de dinheiro pela operação Lava Jato, mas teve as condenações anuladas após o STF entender que os processos deveriam ter sido julgados em outra jurisdição. Marco Aurélio foi um dos ministros que se opôs à decisão, além de Luiz Fux e Kassio Nunes Marques.