Ticker

6/recent/ticker-posts

Em tom de ameaça, líder do MST fala sobre a volta das invasões em 'massa' se o ex-presidiário voltar ao poder


João Pedro Stedile, principal líder do Movimento dos Trabalhadores Sem-Terra (MST), mostrou a total insanidade do seu grupo e os planos macabros caso o ex-presidiário Lula (PT) volte ao poder.

Stedile prevê o retorno de “mobilizações de massa” do MST.

O líder invasor de terras tentou explicar o que isso significa na prática:

“É quando a classe trabalhadora recupera a iniciativa na luta de classes, então ela passa a atuar na defesa de seus direitos da mínima forma, fazendo greves, fazendo ocupações de terra, ocupações de terreno, mobilizações, como foi naquele grande período de 78 a 89”.

Isso mesmo, você não leu errado!

O MST quer a volta da invasões criminosas e dos cenários de terror que tomavam conta do Brasil no passado.

No governo do presidente Jair Bolsonaro, o Incra informa que foram apenas NOVE invasões de terra por ano.

Esse é o verdadeiro motivo do "desespero" dessa turma. Bolsonaro, praticamente, acabou com as arruaças do MST.

O próprio Stedile reconhece isso. Ele admitiu que houve um “refluxo do movimento de massas” durante o governo Bolsonaro, período em que fazendeiros foram autorizados a portar armas em toda a extensão das propriedades e foram distribuídos mais de 400.000 documentos de titulação fundiária.

Por esse motivo, o presidente Jair Bolsonaro segue firme e favorito rumo a vitória no próximo dia 30.

O bem vai vencer o mal.