Ticker

6/recent/ticker-posts

Sete ex-ministros de Bolsonaro são eleitos para o Congresso Nacional e PL emplaca 101 deputados na Câmara


Apesar de não ter levado a vitória no primeiro turno das eleições, o atual presidente Jair Bolsonaro (PL) conseguiu emplacar uma boa base de direita no Congresso Nacional.

Os ex-ministros, Tarcísio de Freitas (Infraestrutura) e Onyx Lorenzoni (Casa Civil) seguem no páreo pelos governos de São Paulo e Rio Grande do Sul, respectivamente.

O senador Marcos Rogério (PL), aliado de Bolsonaro, também tenta o governo de Rondônia, disputando a cadeira com Coronel Marcos Rocha (União Brasil).

No Senado, os ex-ministros conservadores: Damares Alves (Republicanos-DF), Marcos Pontes (PL-SP), Tereza Cristina (PP-MS), Rogério Marinho (PL-RN) e Sérgio Moro (União-PR) conquistaram uma vaga no Senado. Ricardo Salles (PL-SP), ex-chefe do Meio Ambiente, e Eduardo Pazuello (PL-RJ), que comandou a Saúde, também foram aprovados para a Câmara dos Deputados Federais.

O ex-vice-presidente da República, Hamilton Mourão (Republcianos), foi eleito senador pelo Rio Grande do Sul.

Fora isso, o Partido Liberal, de Bolsonaro conquistou 101 cadeiras na Câmara.

As eleições vão para o segundo turno pro cargo de presidente do Brasil e alguns governadores de estado.