Ticker

6/recent/ticker-posts

Mendonça diverge de Moraes e defende atos, se forem pacíficos


O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), André Mendonça, afirmou que as manifestações contra a eleição de Luiz Inácio Lula da Silva como presidente devem ser respeitadas, desde que sejam pacíficas e não violem direitos fundamentais de outros cidadãos. A declaração do magistrado ocorreu nesta segunda-feira (7), durante um evento sobre responsabilidade social no Rio de Janeiro. As informações são da Folha de S. Paulo.

– O papel de todos nós é de serenidade, de respeitar, de um lado, as manifestações pacíficas, e ao mesmo tempo buscar gerar uma pacificação no ambiente nacional que nos ajude a se desenvolver e olhar para o futuro numa boa perspectiva – disse ele, completando que considera as manifestações legítimas, “desde que pacíficas e que respeitem os direitos fundamentais das outras pessoas”.

O entendimento de Mendonça é contrário ao de seu colega na Corte, o ministro Alexandre de Moraes. Para o magistrado, os manifestantes que não aceitam o resultado eleitoral devem ser tratados como “criminosos”. A fala ocorreu na última quinta-feira (3), durante sessão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

– Aqueles que criminosamente não estão aceitando, aqueles que criminosamente estão praticando atos antidemocráticos serão tratados como criminosos – avaliou Moraes.