Moraes autoriza a busca e apreensão de e-mails da Americanas, mas preserva a privacidade de conversas com advogados.

Caio Tomahawk


Nesta segunda-feira (3), o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes autorizou a busca e apreensão dos e-mails trocados pela cúpula da Americanas nos últimos dez anos. A decisão foi tomada a partir de um pedido de acesso às mensagens, feito pelo Bradesco em fevereiro e autorizado pela 2ª Vara Regional de Competência Empresarial e de Conflitos Relacionados à Arbitragem do Foro Especializado do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP).

No entanto, a Americanas recorreu da decisão, alegando que a quebra de sigilo profissional poderia prejudicar a empresa. Os advogados do varejo argumentaram que a comunicação entre os representantes legais e executivos da empresa deveria ser preservada e excluída da perícia judicial.

Em sua decisão, o ministro Moraes considerou o argumento da Americanas “parcialmente procedente” e autorizou a busca e apreensão dos e-mails dos executivos da empresa. No entanto, determinou que as mensagens...

Continue lendo 

Tags

#buttons=(Accept !) #days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. ACEITAR
Accept !