Polêmica: Deputado afirma que 'democracia não prospera na África' devido à 'falta de capacidade cognitiva


 Deputado causa revolta nas redes sociais ao afirmar que "democracia não prospera na África" por falta de "capacidade cognitiva"

Introdução: Uma gravação viralizou nas redes sociais nesta quarta-feira, revelando uma declaração chocante do deputado federal Gustavo Gayer (PL-GO). Durante sua participação no podcast "Três irmãos", o parlamentar goiano comentou sobre democracias pelo mundo, gerando revolta ao afirmar que a democracia nunca deu certo na África devido à falta de "capacidade cognitiva" dos africanos.

Desenvolvimento: Durante a conversa no podcast, Gustavo Gayer e os apresentadores debatiam sobre democracia e inteligência, abordando um suposto "emburrecimento" da população. Em determinado momento, um dos apresentadores mencionou o Quociente de Inteligência (QI) das populações, comparando-o a de macacos e sugerindo um QI de 72 para a África. Foi nesse contexto que o deputado Gustavo Gayer fez sua declaração polêmica, afirmando que a democracia não prospera na África, pois é necessário ter "capacidade cognitiva" para compreender o que é bom e ruim, certo e errado.

O deputado também criticou a situação atual do Brasil, citando a chegada de Lula à presidência e ironizando a reação do povo brasileiro. Em outro trecho da entrevista, Gayer expressou cautela sobre suas declarações, mencionando o receio de ser preso.

Repercussão e pronunciamento: Após a divulgação do vídeo, as redes sociais foram inundadas por críticas e indignação em relação às declarações do deputado. Em resposta, Gustavo Gayer se pronunciou nas redes sociais, afirmando que aqueles que o criticaram fazem parte daqueles que desejam sua prisão e cassação de mandato.

continue lendo