Michelle: “Meu envolvimento no 8/1 foram os joelhos dobrados”

Caio Tomahawk

Michelle Bolsonaro é convocada para depor em CPMI do 8 de janeiro

Na noite desta quinta-feira (27), uma nova polêmica tomou conta das redes sociais e dos meios políticos, quando a deputada federal Jandira Feghali (PCdoB-RJ) sugeriu à Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) do 8 de janeiro que convocasse Michelle Bolsonaro para prestar depoimento ao colegiado. A notícia ganhou destaque no Instagram do Pleno.News, e a resposta da ex-primeira-dama não tardou.

Em um comentário na publicação do site, Michelle Bolsonaro afirmou: "O meu único envolvimento no 8/1 foram os meus joelhos dobrados em oração." A declaração da esposa do ex-presidente Jair Bolsonaro agitou ainda mais o cenário político, gerando reações diversas e especulações sobre sua possível participação nos atos radicais contra as sedes dos Três Poderes, ocorridos no Distrito Federal em 8 de janeiro.

Com uma crescente popularidade entre o eleitorado conservador e assumindo um papel de destaque na política nacional, Michelle Bolsonaro tem se tornado alvo de críticas e inquietação por parte da esquerda. Para muitos progressistas, ela é vista como o "inimigo a ser abatido", uma figura que representa as ideias e princípios da direita, alvo de constante ataque político.

A convocação da ex-primeira-dama é um marco histórico, sendo a primeira vez que um parlamentar propõe seu depoimento em uma CPMI. O pedido de Jandira Feghali evidencia a polarização política que tem caracterizado o cenário brasileiro nos últimos tempos. 

Tags

#buttons=(ACEITAR!) #days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. SAIBA MAIS
Accept !