Randolfe se contradiz e defende uso de avião da FAB por Anielle

Caio Tomahawk


Senador Randolfe Rodrigues Defende Uso de Avião da FAB Pela Ministra da Igualdade Racial para Assinar Protocolo de Combate ao Racismo no Esporte


O senador Randolfe Rodrigues, que anteriormente criticou o uso de aeronaves da Força Aérea Brasileira (FAB) por autoridades, defendeu o uso do avião da FAB pela ministra da Igualdade Racial, Anielle Franco. A ministra utilizou a aeronave para viajar de Brasília a São Paulo, onde participou da assinatura de um protocolo de combate ao racismo no esporte durante a final da Copa do Brasil entre São Paulo e Flamengo.


Em suas redes sociais, Randolfe destacou que a ministra usou o avião para fins de trabalho e não para transportar substâncias ilícitas. O senador havia criticado anteriormente o uso desenfreado de aeronaves da FAB por autoridades e sugerido que o uso desses aviões fosse restrito para todos.


A ministra Anielle Franco justificou sua viagem ao estádio como parte de uma ação de divulgação do governo federal em parceria com a Confederação Brasileira de Futebol (CBF). O uso do avião da FAB gerou críticas da oposição.


A assessoria do Ministério da Igualdade Racial afirmou que o voo da FAB foi utilizado para uma missão institucional, seguindo práticas comuns em deslocamentos para ações ministeriais e de governo, além de ser uma medida de economia de gastos públicos.


Após a repercussão do caso, uma das assessoras do ministério foi demitida de seu cargo de assessora especial de assuntos estratégicos devido a manifestações públicas que não estavam alinhadas com as políticas e objetivos do ministério.


O uso de aeronaves da FAB é regulamentado por decreto presidencial e prevê uma ordem de prioridade que inclui viagens a serviço, como foi o caso da ministra Anielle Franco.

Tags

#buttons=(Aceitar !) #days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência.Check Now
Accept !