Javier Milei faz primeiro discurso como presidente da Argentina

Caio Tomahawk


Na tarde deste domingo, Javier Milei tomou posse como o novo presidente da Argentina, quebrando a tradição ao realizar seu primeiro discurso do lado de fora do Congresso, nas escadarias. Sob um clima de expectativa e entusiasmo, Milei começou sua fala destacando a importância do momento para o país.


"Não há retorno, hoje encerramos décadas de fracasso e disputas sem sentido. Hoje começa uma nova era na Argentina, era de paz e prosperidade, de conhecimento e desenvolvimento, de liberdade e progresso", afirmou o novo chefe de Estado, marcando um tom assertivo e otimista em seus primeiros pronunciamentos.


A cerimônia de posse, vinculada ao partido A Liberdade Avança, foi marcada por manifestações de apoio ao presidente recém-empossado, com gritos de "liberdade" ecoando no ambiente. No entanto, também houve vaias direcionadas a Alberto Fernández e Cristina Kirchner, evidenciando a polarização política que tem caracterizado a cena argentina.


"Nestes dias muito se falou sobre a herança que vamos receber. Que fique claro, nenhum governo recebeu uma situação pior do que estamos recebendo. Os argentinos, de forma contundente, expressaram uma vontade de mudança que já não tem retorno. Hoje enterramos décadas de fracassos e disputas sem sentido. Brigas que só conseguiram destruir o nosso país e nos deixar na ruína. Hoje começa uma nova era na Argentina, de paz e prosperidade", declarou Milei, reiterando seu compromisso com uma transformação profunda na condução do país.


No âmbito econômico, Milei abordou a delicada situação econômica argentina, anunciando sua determinação em "erradicar" os desafios enfrentados pela nação. Alinhado às suas convicções de direita e defensor de políticas liberais, o presidente destacou a inevitabilidade do ajuste fiscal como medida crucial para recuperar a confiança e atrair investimentos.


"Tenho que deixar claro que não há alternativa ao ajuste fiscal. Do ponto de vista teórico, se um país carece de reputação, os empresários não investirão até que venha um ajuste fiscal", enfatizou, sinalizando que sua administração buscará medidas firmes para equilibrar as finanças públicas e impulsionar o desenvolvimento econômico.


Vale ressaltar que Milei emergiu vitorioso nas eleições presidenciais da Argentina, derrotando Sergio Massa, candidato de Alberto Fernández, que ocupava a presidência antes da transição. Foi o próprio Alberto Fernández quem passou a faixa presidencial para Milei durante a cerimônia, simbolizando a transferência de poder.


À medida que Milei assume a liderança do país, as expectativas e desafios são grandes. Seu comprometimento com a redução de gastos públicos e a implementação de políticas liberais traz consigo a promessa de uma Argentina com uma nova orientação política e econômica. No entanto, a polarização política que marcou as eleições e as manifestações presentes na cerimônia de posse indicam que o caminho à frente será repleto de debates e resistências.

#buttons=(Aceitar !) #days=(20)

Our website uses cookies to enhance your experience. Saiba Mais
Accept !