Sem a Choquei, Moraes prorroga inquérito de ‘milícias digitais’

Caio Tomahawk


Ministro Alexandre de Moraes Prorroga Inquérito sobre 'Milícias Digitais' pela Nona Vez

No dia 22 de janeiro de 2024, o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), anunciou a nona prorrogação do inquérito que investiga a atuação de "milícias digitais" nas redes sociais, disseminando desinformação contra as instituições brasileiras durante o governo do ex-presidente Jair Bolsonaro. A decisão concede mais 90 dias para a Polícia Federal concluir as investigações, conforme solicitado pelos delegados responsáveis pelo caso.

O inquérito, instaurado por determinação de Moraes, tem como objetivo avaliar uma suposta atuação de uma organização criminosa para atentar contra o estado democrático de direito. Em outubro de 2023, o ministro incluiu o relatório final da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) do 8 de janeiro nas investigações. Esse relatório marcou o término dos trabalhos da comissão e resultou no indiciamento de 61 pessoas, incluindo o ex-presidente Jair Bolsonaro.

O material analisado pelo STF abrange 1,3 mil páginas e 7 terabytes de arquivos digitais, que incluem imagens, vídeos e documentos diversos. Esses documentos serviram como base para os indiciamentos realizados durante o curso das investigações.

Denúncia de Nikolas Ferreira Sobre Caso 'Choquei' Gera Questionamentos

Continue lendo 

#buttons=(Aceitar !) #days=(20)

Our website uses cookies to enhance your experience. Saiba Mais
Accept !