Confrontado pela OAB, Moraes diz algo que ninguém esperava...


Ministro Moraes esclarece restrições na Operação Tempus Veritatis


O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), fez uma declaração surpreendente em meio às polêmicas envolvendo a Operação Tempus Veritatis. Essa operação, que investiga uma tentativa de golpe de Estado e tem o ex-presidente Jair Bolsonaro entre os alvos, gerou controvérsias devido às restrições impostas aos investigados, incluindo advogados.


Em resposta ao Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), que solicitou ingressar no caso, Moraes esclareceu que não proibiu o contato entre os advogados dos investigados, como inicialmente entendido. As medidas cautelares, segundo ele, visam evitar que os advogados sejam utilizados como intermediários para o contato entre os investigados.


A OAB argumentou que as restrições impostas prejudicavam o livre exercício da advocacia, mas Moraes defendeu sua posição, destacando que a proibição não veda a comunicação direta entre advogados e clientes. Ele enfatizou que a Polícia Federal indicou a importância de evitar a comunicação entre os investigados, devido à possibilidade de alinhamento de narrativas.


O ministro frisou que, apesar das restrições, não houve vedação à comunicação entre advogados e clientes, mas sim entre os próprios investigados. Essa medida, segundo ele, é crucial para preservar a integridade das investigações e evitar possíveis interferências.


O processo continua tramitando em sigilo no STF, mas Moraes optou por divulgar o teor de suas decisões devido à grande repercussão do caso. A Operação Tempus Veritatis segue como um dos principais focos de atenção no cenário político e jurídico do país.


A declaração do ministro Moraes trouxe um novo entendimento sobre as medidas restritivas na operação, buscando conciliar a necessidade de investigação com o respeito às prerrogativas da advocacia. Esse esclarecimento pode influenciar o andamento do caso e a forma como as partes envolvidas lidam com as restrições impostas.

Tags