Sobe para 26 o número de bandidos mortos em operação da PM de São Paulo

  Operação policial resulta em 26 bandidos mortos na Baixada Santista, segundo SSP de São Paulo


A atuação intensiva da Polícia Militar na Baixada Santista resultou na eliminação de 26 criminosos desde o início de fevereiro, de acordo com informações divulgadas pela Secretaria de Estado da Segurança Pública de São Paulo (SSP).


Na mais recente operação, realizada nesta sexta-feira (16), policiais adentraram um apartamento no bairro Santa Cruz dos Navegantes, culminando em três óbitos. Entre os mortos, estava identificado como um líder de facção criminosa conhecido pelo apelido "Danone". Ele e outros dois indivíduos teriam entrado em confronto com policiais do Comando e Operações Especiais, resultando em seu falecimento. A SSP comunicou que a perícia foi acionada e o caso está sob investigação.


Essas ações enérgicas da polícia foram desencadeadas em resposta à morte de policiais e foram nomeadas como Operação Escudo, a mesma denominação atribuída a uma intervenção que levou à morte de 28 criminosos ao longo de 40 dias em 2023. Contudo, nos últimos dias, o governo paulista tem chamado essa ação de Operação Verão.


A Secretaria de Estado da Segurança Pública de São Paulo defende que essas operações são uma "iniciativa voltada ao combate à criminalidade e à garantia da segurança da população".


Além das fatalidades, as ações policiais resultaram na prisão de 634 criminosos durante a Operação Verão na Baixada Santista, incluindo 236 indivíduos procurados pela Justiça. A intensificação das operações policiais visa não só a neutralização de criminosos, mas também a manutenção da ordem pública e a proteção dos cidadãos da região.

Tags