Ticker

6/recent/ticker-posts

Com exímia precisão, jornalista revela "trágico erro ucraniano" e mostra algo chocante (veja o vídeo)

 


Recentemente o jornalista Paulo Figueiredo lembrou, em entrevista à TV JCO, o "trágico erro ucraniano" de aceitar, ingenuamente, abrir mão de seu arsenal nuclear de 1.600 ogivas, cerca de 30 anos atrás, para agora ser vítima de um dos signatários daquele acordo diplomático: a Rússia – com a conivência de outros signatários como a França, Estados Unidos, Reino Unido e a China.


O chamado 'Memorando de Budapeste' deixou a Ucrânia na posição vulnerável que ela se encontre hoje.


"Se Ucrânia tivesse mantido 10% daquele arsenal, eu garanto que ela não estaria sendo invadida hoje", disse Paulo Figueiredo.


 

E prosseguiu:


"As pessoas que promovem o desarmamento hoje são as mesmas que vão querer tomar tudo de você amanhã.

Por isso todas as ditaduras são precedidas de uma campanha de desarmamento."

Confira: