Ticker

6/recent/ticker-posts

BOPE intercepta mensagens entre traficantes durante ação no RJ (veja o vídeo)


Uma série de mensagens via rádio e telefonia celular trocadas entre os criminosos no complexo de favelas da Penha, no Rio de Janeiro, foram interceptadas pela polícia militar, durante operação realizada nesta terça-feira (24), na busca e captura de lideranças do tráfico.

Os áudios comprovam que o confronto ocorreu principalmente em local de mata fechada, onde os bandidos buscam abrigo enquanto atacam com armas pesadas.

Eles também se comunicam entre si, solicitando ajuda, além de buscar formas de ‘usar a população local como escudo’, incitando ou mesmo ‘forçando’ os moradores a protestar contra a polícia.

“Já morreram um montão na mata, mano, um montão, mas é muito mano, diz um homem.

“E aí os amigos aí da Chatuba (comunidade) aí, mano. Vê aí parceiro, vê alguém aí mano, pra mandar os morador fazer o protesto aí, parceiro. Tem vários amigos no mato baleado lá parceiro. Manda ver os morador aí, os mototáxi aí, parceiro”, diz outro.

A operação deixou feridos e 25 mortes já foram confirmadas, entre elas, a de uma mulher, alvejada por uma bala perdida. Das vítimas fatais, ainda em processo de identificação e levantamento de informações, 15 já tiveram a ligação com o crime confirmadas.

Chefões do tráfico de vários estados se aproveitaram da pandemia e de uma determinação do STF para que não fossem mais realizadas incursões policiais nos morros cariocas, para se esconderem no RJ, protegidos pelos traficantes locais.

A mando desses criminosos, 13 agentes da segurança pública foram assassinados no estado, só em 2022.

Como ficou evidenciado no vídeo, são esses os ‘mocinhos vítimas da sociedade’ defendidos pelos esquerdopatas, que lamentam a ausência de vítimas entre os policiais.