Ticker

6/recent/ticker-posts

Moraes dá 5 dias para Bolsonaro expor ação à varíola dos macacos


A um dia de tomar posse como presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em cerimônia que vai contar com a presença do presidente Jair Bolsonaro (PL), o ministro Alexandre de Moraes deu um prazo de cinco dias para o chefe do Executivo informas quais as medidas que estão sendo tomadas para combater a varíola dos macacos, que já foi registrada em cerca de 1 mil pessoas no Brasil.

Essa é a primeira ação do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) contra o candidato à reeleição a respeito das ações governamentais contra a disseminação da doença. Nesse contexto, Moraes também intimou todos os governadores de Estado para que se manifestem no processo.

Continue lendo 👇

$ads={2}

A decisão refere-se à ação movida pelo deputado federal professor Israel Batista (PSB-DF), por meio de sua sigla, no STF. O parlamentar cobrou explicações e alegou que o governo tem demonstrado negligência no tratamento e políticas para combate da varíola dos macacos.

Na última quinta-feira (11), Batista protocolou no STF um pedido de liminar que objetiva autorizar os governos estaduais a implementar vacinação obrigatória contra a doença. Na petição, ele também cita que “há uma inércia por parte da União Federal” e pretende ainda obrigar quaisquer autoridades federais a adotar medidas para frear a contaminação.