Ticker

6/recent/ticker-posts

Mulheres comandarão STF e STJ, mas ainda são minoria no Judiciário


Enquanto as discussões sobre a paridade de gênero no mercado de trabalho caminham timidamente, as mulheres vêm mostrando conquistas em cargos de destaque. No meio jurídico, majoritariamente masculino, duas mulheres estarão na linha de frente das decisões mais importantes do país pelos próximos dois anos.

A partir do dia 13 de setembro, o Supremo Tribunal Federal (STF) e o Superior Tribunal de Justiça (STJ) serão comandados por mulheres. Nesta data, a ministra Rosa Weber assume a chefia da Suprema Corte, onde apenas 18% dos ministros são do sexo feminino. Ou seja, entre 11 ministros, há apenas duas mulheres.

No STJ, a ministra Maria Thereza Assis já tomou posse como presidente e estará no cargo pelo próximo biênio. Ela atuará juntamente com um corpo de ministros homens. O tribunal é composto por, no mínimo, 33 ministros, nomeados pelo presidente da República. Atualmente, só seis são mulheres. Isso representa 18% dos magistrados da Corte, mesmo percentual do STF.