Ticker

6/recent/ticker-posts

Zambelli: “Redes não podem ser palco para ações ditatoriais”


Após anunciar que denunciará censura na Corte Interamericana de Direitos Humanos, a deputada federal Carla Zambelli (PL) emitiu uma nota, afirmando que o Brasil “vive um processo de descumprimento de direitos humanos por vias institucionais corrompidas e aparelhadas”.

No texto, ela exalta a liberdade de expressão e defende que tal direito não “pode ser previamente censurada por nenhum órgão de Estado”.

Eu sou a mulher mais votada do Brasil para o cargo de deputada federal e estou impedida de me comunicar com meus mais de 9,5 milhões de seguidores em 7 redes sociais, o que configura claro ataque ao Estado Democrático de Direito – pontuou.

Ela ratificou que se sente na obrigação de entregar à Comissão Interamericana de Direitos Humanos um documento “com relatos sobre a violação de direitos básicos no Brasil”.

– Infelizmente, não contamos com a ajuda da maior parte da imprensa brasileira, que outrora se dizia vigilante, mas hoje se cala diante das decisões arbitrárias e autocráticas de Alexandre de Moraes – acrescentou.

Zambelli concluiu dizendo que as redes sociais “não podem ser palco para ações ditatoriais com fins obscuros de controle social”.