Ticker

6/recent/ticker-posts

PRF a favor da Lava Jato é demitido antes de tomar posse no governo Lula


Edmar Moreira Camata, que chegou a ser anunciado como novo diretor-geral da Polícia Rodoviária Federal (PRF), nem assumiu e foi demitido. A dispensa foi feita por Flávio Dino, que declarou nesta 4ª feira (21), a troca na indicação para a PRF. O novo diretor-geral da PRF será Antônio Fernando Oliveira, que foi superintendente da PRF no Maranhão.

Camata foi anunciado pelo próprio Dino, como futuro diretor-geral da PRF, na terça-feira (20). Após o pronunciamento, a escolha ganhou repercussão e teria sido questionada nas redes sociais e em reportagens, e chegaram a apontar Camata como um apoiador da Operação Lava Jato que, em 2018, prendeu Lula – que ficou 580 dias encarcerado, na sede da Polícia Federal, em Curitiba.

“Estamos efetuando a substituição da indicação que foi feita para o diretor-geral da Polícia Rodoviária Federal. Nós tivemos uma polêmica nas últimas horas e o entendimento meu e da minha equipe foi que seria mais adequado proceder a essa substituição. Então, a indicação para novo diretor geral da Polícia Rodoviária Federal para o policial rodoviário federal Antônio Fernando Oliveira”, afirmou Flávio Dino.