Moraes manda soltar mais 40 presos envolvidos nos atos do 8/1


Nesta sexta-feira (5), o general Marcos Amaro, novo ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), disse que os militares voltarão a cuidar da segurança pessoal do presidente Lula. Ele contou ainda que as instalações do Palácio do Planalto vão ser reforçadas. As informações são do jornal O Globo, que entrevistou o ministro do GSI.

— Há uma sinalização do próprio presidente de que vai retornar para o GSI essa segurança imediata — declarou.

Ele assumiu o posto na quinta-feira (4) e disse que uma de suas atribuições será retomar a “institucionalidade”. Amaro revelou ainda que Lula pediu que mais civis ocupem postos no órgão.

— Uma das minhas atribuições é restabelecer a plenitude da institucionalidade desse órgão. Forças Armadas são órgãos de Estado, e o GSI também deve ser. Tem papel institucional. Foi sempre chefiado por militares e jamais deveria ter perdido essa institucionalidade. Acho que perdeu um pouco no momento em que começaram a ter manifestações políticas. Tenho essa missão de restabelecer a institucionalidade e a confiança no GSI, Da mesma forma como o general Tomás (Paiva) está fazendo isso no Exército — falou o ministro.

Tags