Saiba quais são os próximos ministros do STF a se aposentar


Advogado Cristiano Zanin assume cadeira no STF após aposentadoria de Ricardo Lewandowski

O advogado Cristiano Zanin foi indicado para ocupar a cadeira no Supremo Tribunal Federal (STF) deixada por Ricardo Lewandowski, após sua aposentadoria compulsória. Com apenas 47 anos, Zanin tem uma garantia de permanência no STF até 2050, uma vez que a aposentadoria compulsória ocorre aos 75 anos.

Essa indicação é marcante, pois Zanin é a primeira escolha do terceiro mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para o STF. Em outubro deste ano, com a aposentadoria de Rosa Weber, Lula terá a oportunidade de fazer sua segunda e última indicação para a Corte. A sucessão de aposentadorias de ministros tem impacto significativo na composição do STF, que é responsável por decisões importantes para o país.

Além de Zanin, o STF ainda terá mudanças futuras em sua composição devido às aposentadorias compulsórias. O próximo na fila é Luiz Fux, que deverá se aposentar apenas em 2028, já sob outra gestão presidencial. Isso significa que Zanin e outros ministros terão papel fundamental nas decisões do Supremo durante as próximas décadas.

A composição do STF é uma questão relevante para o equilíbrio do poder no país. Os ministros da Corte são responsáveis por julgar questões constitucionais e relevantes para a sociedade, incluindo temas políticos, econômicos e sociais. Suas decisões têm um impacto significativo na vida dos cidadãos e nas instituições brasileiras.

Tags