Exatamente um ano depois, Cleitinho volta a supermercado e compara preços (veja o vídeo)

Caio Tomahawk


Cleitinho retorna a supermercado um ano depois e compara preços, cobrando promessas de Lula


No último dia de 2022, o senador Cleitinho voltou aos supermercados para verificar se o presidente Lula cumpriu sua promessa de tornar a picanha mais acessível ao povo. Há exatamente um ano, Cleitinho registrou em vídeo os preços da picanha dias antes da posse de Lula, e agora, em sua nova incursão, ele revela que, pelo menos no primeiro estabelecimento visitado, os preços permanecem inalterados.


O vídeo postado nas redes sociais mostra Cleitinho percorrendo corredores de supermercados, comparando etiquetas de preços e enfatizando a ausência de redução na picanha. Ele destaca a promessa feita por Lula e, em tom enfático, cobra a entrega das vantagens prometidas ao povo.


"Você prometeu picanha, você tem que começar a dar picanha para o povo. O que você prometeu, você tem que cumprir", declarou o senador, ecoando a expectativa de muitos eleitores que aguardavam uma mudança substancial nos preços dos alimentos.


No entanto, Cleitinho não se limitou à análise dos preços da picanha. Ele aproveitou a oportunidade para abordar outra questão relevante: o aumento nos preços dos combustíveis. Mostrando uma etiqueta de preço do ano anterior, ele destaca que a gasolina está consideravelmente mais cara no governo Lula do que no último ano do governo Bolsonaro.


"Falou que tinha que mudar a política de preços da Petrobras para poder reduzir o preço, mas vamos falar a verdade? A gasolina, este ano, no governo do Lula, está mais cara que no governo do Bolsonaro, ano passado", ressaltou Cleitinho, apontando para a etiqueta de preço da gasolina.


O senador argumenta que, apesar das promessas de Lula em alterar a política de preços da Petrobras para beneficiar o consumidor, a realidade reflete um aumento significativo nos custos dos combustíveis. Ele destaca que, enquanto no governo anterior não havia impostos federais cobrados sobre a gasolina, este ano, sob a gestão Lula, os impostos foram reintroduzidos.


"Então, Lula, faça o que prometeu, reduza a gasolina. Cumpra sua promessa", conclui Cleitinho, encerrando o vídeo com um apelo direto ao presidente.


O vídeo e as declarações de Cleitinho rapidamente ganharam destaque nas redes sociais, gerando debates acalorados sobre as promessas de campanha e a efetividade das políticas implementadas. Os apoiadores de Lula e Cleitinho expressaram opiniões divergentes, destacando a complexidade das questões econômicas e a necessidade de um diálogo construtivo para encontrar soluções realistas.

Tags

#buttons=(Aceitar !) #days=(20)

Our website uses cookies to enhance your experience. Saiba Mais
Accept !