“Xeque Mate” vai a velório de membro do PCC, é surpreendido pela PM e acaba preso por motivo inusitado

Caio Tomahawk


Xeque-Mate Preso em Velório do PCC por Receptação e Adulteração de Veículo


Na última quarta-feira, um evento inusitado marcou o velório de membros do Primeiro Comando da Capital (PCC) no Cemitério Municipal de São Vicente. José Wilson do Nascimento Alcantara, conhecido como "Xeque-Mate", de 26 anos, compareceu para prestar suas homenagens, mas acabou surpreendido pela Polícia Militar e detido por motivos inesperados.


Enquanto se dirigia ao cemitério em sua moto, Xeque-Mate foi abordado por policiais militares que notaram irregularidades no veículo que ele conduzia. A atenção dos agentes foi chamada pela camiseta que o suspeito vestia, uma homenagem a um dos membros da facção criminosa que estava sendo velado. A partir desse momento, desencadeou-se uma sequência de eventos que resultou na prisão do indivíduo.


Ao investigarem a moto, os policiais constataram que a placa pertencia ao município de Orlândia, interior do Estado. Contudo, ao verificar os chassis, descobriram que se tratava de uma Honda Biz 125 registrada em Cubatão, furtada em São Vicente no último dia 21 de janeiro. O contato com a legítima proprietária, feito via Copom, confirmou que o veículo estava estacionado em sua casa, levando à apreensão da moto.


Xeque-Mate foi conduzido ao 2º Distrito Policial de São Vicente, onde o caso foi oficialmente registrado. O suspeito enfrenta acusações de receptação e adulteração de sinais identificadores de veículo. Os policiais destacaram a importância da ação rápida e eficaz na prisão do indivíduo, que tentava passar despercebido em meio ao velório dos membros do PCC.


O caso ressalta a complexidade do cenário criminal, onde a criatividade dos criminosos para dissimular suas atividades ilícitas muitas vezes surpreende as autoridades. A presença de Xeque-Mate no velório, ostentando uma camiseta em homenagem à facção criminosa, não só levantou suspeitas como revelou um elo entre o suspeito e a moto furtada.


As autoridades locais destacaram a importância da colaboração da população, ressaltando que a ação rápida dos policiais foi possível devido à atenção aos detalhes e ao trabalho conjunto com a comunidade. A moto recuperada será devolvida à legítima proprietária, enquanto Xeque-Mate enfrentará as consequências legais de suas ações, reforçando a mensagem de que a justiça está atenta e pronta para agir.


Este episódio serve como um exemplo de como a vigilância constante e a cooperação entre a polícia e a comunidade podem resultar na captura de criminosos, mesmo em situações tão delicadas quanto um velório. A segurança pública continua sendo uma prioridade, e as forças policiais estão determinadas a manter a ordem e a proteger a população contra qualquer atividade criminosa.

#buttons=(Aceitar !) #days=(20)

Our website uses cookies to enhance your experience. Saiba Mais
Accept !