Advogado da viúva perde a paciência e detona Moraes: “Não vou mais medir palavras” (veja o vídeo)

Caio Tomahawk


Advogado da viúva perde a paciência e detona Moraes: “Não vou mais medir palavras”


O clima esquentou no cenário jurídico brasileiro com as contundentes declarações do advogado Tiago Pavinatto, que representa os interesses da viúva de Cleriston Pereira da Cunha, conhecido como Clesão, falecido recentemente no presídio da Papuda. Em um vídeo que circula nas redes sociais, Pavinatto não poupou críticas ao ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), em um dos ataques mais duros já direcionados ao magistrado.


“O ministro Alexandre de Moraes é um fascista. É um criminoso protegido pelo status de ministro. E faz o que faz porque acredita na impunidade...”, disparou Pavinatto, em um tom incisivo e indignado. O advogado não hesitou em expressar sua revolta, utilizando uma linguagem franca e acessível, mas também embasando suas críticas com argumentos jurídicos.


A tensão entre o advogado e o ministro do STF parece ter atingido um ponto crítico, gerando uma repercussão significativa tanto no meio jurídico quanto na opinião pública. As declarações de Pavinatto refletem um sentimento de frustração e descontentamento com as ações e decisões de Moraes, amplamente debatidas e contestadas nos últimos tempos.


A situação envolvendo a viúva de Clesão e as circunstâncias de sua morte no presídio da Papuda têm sido objeto de intensa atenção e debate público. As alegações do advogado colocam em questão não apenas a conduta do ministro, mas também o sistema judiciário como um todo e sua capacidade de garantir justiça e respeito aos direitos individuais.


Aguarda-se agora as possíveis repercussões e desdobramentos desse embate entre o advogado e o ministro do STF. A determinação e a coragem de Pavinatto em expressar suas opiniões de forma contundente certamente levantam questões sobre o papel dos advogados na defesa dos interesses de seus clientes e na busca pela transparência e responsabilidade no sistema judiciário brasileiro.


Até o momento, não houve manifestação oficial por parte do ministro Alexandre de Moraes sobre as declarações do advogado. No entanto, a expectativa é que o caso ganhe ainda mais destaque nos próximos dias, conforme a discussão sobre as questões levantadas por Pavinatto continue a se desenrolar. O vídeo com suas declarações já está circulando amplamente nas redes sociais, provocando debates e reflexões sobre os limites do exercício do poder e da autoridade no Brasil.

#buttons=(Aceitar !) #days=(20)

Our website uses cookies to enhance your experience. Saiba Mais
Accept !