Lula quer competir com Elon Musk

 O governo brasileiro, sob a gestão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), revelou recentemente os planos para lançar o ambicioso projeto "InternetBras". Esta iniciativa tem como principal objetivo proporcionar acesso à internet em áreas remotas do país, onde a conectividade é escassa ou inexistente, por meio de um sistema de acesso via satélite.


A decisão de criar o projeto "InternetBras" veio após o governo federal optar por não prosseguir com a proposta de contratação da Starlink, empresa de Elon Musk conhecida por oferecer serviços de internet via satélite. Em vez disso, a responsabilidade pela implementação e operação do projeto será assumida pela Telebras, uma antiga estatal que permanece ativa mesmo após a privatização do setor de telefonia em 1998.


No entanto, embora a intenção seja louvável, a concretização desse empreendimento enfrenta desafios significativos. Atualmente, existem apenas 5.402 satélites em órbita no mundo capazes de fornecer a alta velocidade de conexão necessária para atender às demandas de escolas e comunidades remotas. No entanto, todos esses satélites pertencem à Starlink, o que significa que o Brasil terá que alugar satélites para viabilizar o projeto "InternetBras".


A falta de disponibilidade de satélites para aluguel fora da rede da Starlink é um obstáculo importante a ser superado. Enquanto isso, outros países e empresas também estão buscando desenvolver estruturas semelhantes. A União Europeia, por exemplo, anunciou há um ano a intenção de criar uma rede de satélites com propósitos similares, mas o projeto ainda está em estágios iniciais e não avançou para a fase efetiva de implementação.


Segundo informações do jornal alemão Handelsblatt, o custo inicial estimado para o projeto "InternetBras" era de 6 bilhões de euros, mas esse valor já subiu para 12 bilhões de euros (cerca de R$ 67 bilhões). Este aumento significativo nos custos levanta preocupações sobre a viabilidade financeira do projeto, especialmente em um momento em que o país enfrenta desafios econômicos e orçamentários.


Diante desse cenário, a União Europeia ainda não definiu uma data para o início efetivo do seu projeto de rede de satélites, aguardando possíveis ajustes e recursos para viabilização. Enquanto isso, o Brasil enfrenta o desafio de encontrar uma solução para garantir a conectividade em áreas remotas sem depender exclusivamente da infraestrutura da Starlink.


O projeto "InternetBras" representa um passo importante na busca por inclusão digital e desenvolvimento socioeconômico em todo o território nacional. No entanto, para que esse objetivo seja alcançado, será necessário superar uma série de desafios técnicos, financeiros e logísticos.

© Política Online Brasil. Todos os direitos reservados. Premium By Jago Themes