Ibaneis pede que Moraes arquive inquérito contra ele sobre 8/1

Governador do DF, Ibaneis Rocha, Solicita Arquivamento de Inquérito no STF

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), por meio de sua equipe de advogados, apresentou um pedido ao ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), solicitando o arquivamento do inquérito aberto contra ele. Esse inquérito visa investigar uma suposta omissão nos eventos ocorridos em 8 de janeiro.

A defesa de Ibaneis alega que o governador fez todos os esforços ao seu alcance para desmobilizar os acampamentos localizados nas proximidades do Quartel-General de Brasília. Eles argumentam que as evidências reunidas nas investigações refutam a tese de que o governador teria sido conivente com os manifestantes.

Segundo informações do portal Metrópoles, os advogados destacaram: "Os elementos colhidos ao longo da investigação, especialmente as declarações prestadas por diversos atores, o relatório final do interventor federal, os relatórios de análise do material coletado por ocasião das buscas e apreensões e os documentos que ilustram as providências adotadas antes e depois dos ataques do dia 8 de janeiro refutam a premissa inaugural do inquérito no sentido de que poderia o peticionante [Ibaneis] ter sido conivente com a prática de atos antidemocráticos, motivo pelo qual requer o arquivamento do presente inquérito policial."

Eles sustentam que Ibaneis já forneceu um depoimento completo à Polícia Federal (PF), detalhando todas as ações que tomou na ocasião e os eventos que levaram à invasão da Praça dos Três Poderes. O governador também ressaltou sua confiança no Protocolo de Ações Integradas (PAI) nº 2/2023 como parte das medidas preventivas contra esses atos e responsabilizou a "falta de resistência" da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) naquele dia.

Em sua argumentação, a defesa enfatiza: "Ou seja, o modelo do protocolo de segurança preparado para o dia 8 de janeiro havia sido exitoso nos mil atos públicos anteriores, de modo que, a nível de gestão, havia motivo plausível para que o peticionante confiasse plenamente na costumeira eficácia do modelo de atuação do sistema de segurança."

Antes de tomar uma decisão sobre o arquivamento ou continuidade do inquérito, o ministro Alexandre de Moraes aguardará um posicionamento da Procuradoria-Geral da República (PGR).

Esse pedido de arquivamento marca um desenvolvimento significativo na investigação relacionada aos eventos de 8 de janeiro, e a decisão final sobre o caso dependerá da avaliação do ministro do STF e da análise subsequente da PGR.
Tags