Ticker

6/recent/ticker-posts

Nem a Copa salva a Globo! Para conter gastos, emissora toma decisão desesperadora


O 'facão' continua pegando geral na Globo...

Historicamente, o melhor produto de esportes e um dos maiores eventos que a Globo transmite é a Copa do Mundo. Estranhamente, esse ano a Globo já havia reduzido a equipe de 100 profissionais para 80. Hoje novo novos cortes foram anunciados e apenas 70 funcionários irão. A razão dos cortes parece óbvia faltou grana para levar todo mundo.

É óbvio que o Catar não tem a mesma estrutura para receber um evento que já foi realizado em países continentais como China, Brasil, Estados Unidos ou até em dois países, como foi na Coreia e no Japão em 2002. A pequena estrutura hoteleira do país está jogando o preço nas alturas e o caixa da Globo está vivendo seus piores momentos.

Na lista divulgada pela emissora de TV constam profissionais que trabalham em sua maioria no Rio de Janeiro; quarenta são da base carioca, 22 produtores, repórteres e técnicos virão de São Paulo. A filial de Belo Horizonte vai ceder três e Recife apenas um profissional. A tradicional sucursal de Brasília não terá ninguém no Catar.

Só para se ter ideia, na última Copa, em 2018 na Rússia, a Globo havia enviado 197 profissionais. Mais do que o dobro desse ano. É uma redução de 64% na equipe.

Sem a transfusão de milhões de reais em recursos públicos – tão comuns na era PT – a poderosa Rede Globo é apenas mais uma emissora.

Aos diretores das Organizações Globo só podemos dar boas-vindas ao capitalismo.