Ticker

6/recent/ticker-posts

Comandante do Exército, em rápida resposta política, substitui chefe do Comando Militar do DF, alvo de desconfiança


As acusações de que o Exército Brasileiro não permitiu que o acampamento bolsonarista montado em frente ao comando militar de Brasília fosse desarticulado e de que a instituição prevaricou ao não agir enquanto podia para impedir que os manifestantes gerassem o caos, têm sido vistas como o principal motivo para que o general Gustavo Henrique Dutra de Menezes tenha sido afastado do comando Militar do Planalto.

O general deposto, apontado como alvo da desconfiança de políticos do Partido dos Trabalhadores, passará a assumir um cargo secundário dentro do Ministério da defesa, vai ocupar a quinta Subchefia do Estado Maior do Exército.

Seu substituto é o General de Divisão Ricardo Piai Carmona, que exercia a função de Diretor de Educação Superior Militar, no Rio de Janeiro. A substituição aconteceu muito mais rápido do que de costume, o novo comandante Militar do Planalto (CMP) tomou Posse em Brasília na última quinta-feira da semana passada (23 de março).

A cerimônia de passagem de comando foi presidida pelo Comandante do Exército, General Tomás Miguel Miné Ribeiro Paiva. Além da presença de oficiais generais de várias instituições, a posso foi testemunhada por autoridades do Poder Judiciário e convidados civis.

Em seu discurso de despedida, o General Dutra agradeceu a todos que contribuíram para sua história no comando e expressou entusiasmo por enfrentar um novo desafio no Estado-Maior do Exército.